Voto de Congratulação pela Integração do Geoparque Arouca na Rede Europeia de Geoparks sob tutela da UNESCO

Sob minha proposta foi aprovado por unanimidade o seguinte voto de congratulação na Assembleia da República:

 

No dia 22 de Abril, Dia Mundial da Terra e Dia Nacional do Património Geológico, foi dado a conhecer oficialmente a integração do Geoparque Arouca na Rede Europeia e Global de Geoparks, sob a tutela da UNESCO.

Segundo a definição da European Geoparks Network (EGN/UNESCO), um Geoparque é «um território de limites bem definidos com uma área suficientemente grande para servir de apoio ao desenvolvimento sócio-económico local. Deve abranger um determinado número de sítios geológicos de relevo (geossítios) com especial importância científica, pedagógica e turística, que seja representativo da sua história geológica, eventos e processos. Deverá possuir ainda interesses ao nível da ecologia, da arqueologia, da história e da cultura, entre outros».

 

A candidatura do Geoparque Arouca a esta Rede Europeia foi oficialmente formalizada em Agosto de 2008, tendo sido validada por unanimidade em Setembro passado.
Na sequência desse facto, de 9 a 11 de Fevereiro de 2009 foi desencadeado um processo de auditoria/avaliação por parte de dois peritos da EGN, com o objectivo de observar in loco todas as valências apresentadas no dossier de candidatura.

O relatório que resultou dessa visita foi, então, submetido ao Comité de Coordenação da EGN, tendo contribuído decisivamente para a aprovação que agora se conhece. De entre as nove candidaturas em avaliação, o Geoparque Arouca foi o único a colher unanimidade.

 

Desta forma, desde o dia 22 de Abril, Dia Mundial da Terra e Dia Nacional do Património Geológico, que o Geoparque Arouca é oficialmente um European Geopark Network, passando a ser reconhecido como uma «área abrangida por designações de conservação de carácter supracional», por decisão do Conselho Executivo da UNESCO (161 ex/Decisions, 3.3.1).

 

Com projectos em desenvolvimento desde 5 de Dezembro de 2007, o Geoparque de Arouca abrange todo o território do Município, num total de mais de 327 quilómetros quadrados, num total de 41 «geossítios» classificados, agora reconhecidos pela sua raridade e valor científico como património mundial.

 

A Associação Geoparque Arouca, que tem gerido o projecto, tem também desenvolvido várias actividades educativas, no sentido da preservação, divulgação e estudo deste vasto e valioso património.

Destas ocorrências, salientam-se as Trilobites e as Pedras Parideiras, considerados dois fenómenos geológicos únicos no mundo, conferindo a este território características de excepção. Contudo, não estamos a falar de um parque fechado, mas antes de um território vivo, dinâmico e aberto.

 

O Geoparque Arouca tem, assim, por missão central o desenvolvimento sustentável do território, funcionando como centro agregador das várias sinergias da região, divulgando e preservando a geologia, a gastronomia, a cultura e a etnografia do espaço que abrange.

No contexto europeu, Arouca é, assim, o 34.º território a receber este reconhecimento. O processo de candidatura, iniciado em Agosto de 2008, contou com a visita e respectivo relatório de dois peritos da UNESCO, em Fevereiro de 2009, e colhe, agora, a unanimidade daquela instituição de referência.

 

Assim, pelo reconhecimento internacional e pela preocupação central com o desenvolvimento sustentável que estão no cerne deste projecto, compete à Assembleia da República assinalar este facto, expressando um voto de congratulação pela certificação do Geoparque Arouca como território UNESCO, felicitando, assim, a entidade gestora Associação Geoparque Arouca, a Câmara Municipal de Arouca e toda população do Município, pelo empenho e cuidado colocados em todo este processo, que conduziram ao sucesso alcançado.

 

Palácio de São Bento, 24 de Abril de 2009

 

Documento aqui!

Esta entrada foi publicada em Votos com as tags , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Voto de Congratulação pela Integração do Geoparque Arouca na Rede Europeia de Geoparks sob tutela da UNESCO

  1. Fernando Garrido diz:

    Grande aposta de Arouca e grande vitória.

    Agora só o futuro dirá se isto ajudará a criar um turismo mais sustentável em Arouca no qual realmente se comece a dar a valor a todas as riquezas que possuímos.
    Indo esta aposta no sentido de ajudar também as populações dos denominados geosítios, dar a conhecer uma inegável riqueza geológica e promover um conhecimento mais profundo das nossas origens, é de louvar a iniciativa e a ambição do projecto.

    Contudo, não querendo ser velho do restelo, vamos ter os próximos anos para avaliar melhor até que ponto esta nova responsabilidade é encarada como um desafio, ou se estarão as mesmas avestruzes com a cabeça enterrada na areia e muitos “folheados” no diálogo, ao passo que outros dos que fazem parte desta iniciativa irão atrás do pote de ouro no fim do arco-íris e deixarão por terra todas estas premissas a vários níveis (Turismo sustentável em apoio e beneficio das populações) em proveito próprio.É algo a avaliar nos próximos anos.

    Um abraço André e parabéns pela Congratulação e Reconhecimento obtidos, dando a conhecer um pouco mais a nossa excelência geológica a este nosso Portugal, pequenino, mas cheio de inegáveis grandezas 😉

Os comentários estão fechados.