Magalhães recusado a 50 crianças de instituição social

.

.

in Público. O grupo parlamentar do PSD fala de “discriminação” de IPSS de Arouca. Ministério da Educação desmente.
O grupo parlamentar do PSD denunciou ontem como “um caso de discriminação” o facto de alegadamente ter sido recusada a inscrição no programa e-escolinha e a aquisição do Magalhães a pelo menos 50 crianças que se encontram à guarda de uma instituição particular de solidariedade social de Arouca. No requerimento não é identificada a instituição, mas André Almeida, eleito pelo círculo de Aveiro, afirmou tratar-se do Centro Paroquial de Promoção Social Rainha Santa Mafalda, de Arouca.
Segundo disse, foram os próprios responsáveis (que hoje se pronunciam sobre o assunto) a pedir a ajuda dos deputados, que no requerimento perguntam ao primeiro-ministro “que medidas pretende tomar para pôr fim à discriminação contida no regulamento do programa e-escolinhas”.

 

Notícia Aqui!

Esta entrada foi publicada em Imprensa com as tags , , , , . ligação permanente.